Quem sou eu

Minha foto
São Paulo, SP, Brazil
Apaixonado por literatura!

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

POEMA DE RENOVAÇÃO

Feito o galho ressequido
de um velho tronco caído
à margem da rodovia,
só tenho vagas lembranças
de apagadas esperanças
que minha alma perseguia.

Mas na ramagem que resta
na ponta do galho, em festa,
cantam pássaros felizes
e na vibração sonora
minha alma sorri e chora
sobre antigas cicatrizes.

E as alegrias passadas
são sementes renovadas
que o pranto presente gera
e, no prado hospitaleiro,
transformam-se num canteiro
quando chega a primavera!

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

SONETO DE PURIFICAÇÃO

Hoje, que tudo é calma e suavidade;
que eu não preciso mais viver de enganos,
quero despir-me de qualquer vaidade
alimentada no correr dos anos.

Preciso submeter-me à realidade
abandonando os vícios mais insanos
dos quais fui prisioneiro em liberdade
e sobre os quais tracei todos os planos.

Hoje, não quero nada que me empeste;
não quero tolas ilusões terrenas,
tampouco esta roupagem que me veste.

Dispo-me destes trajes tão pesados
e sigo bem feliz, levando apenas
os nobres sentimentos conquistados!